Diários de Uma Feminista. Tecnologia do Blogger.

Feministo: um cara legal



Feministo: Eu quero entrar no movimento para apoiar.
Feminista: Você pode fazer isso aí de fora, usando sua voz nos espaços sociais que você já lidera culturalmente.
Feministo: Eu só quero ajudar o movimento feminista, eu sou um cara legal... nem todo homem...
Feminista: Desconstrua seus amigos.
Feministo: Para que toda essa resistência? O feminismo também me liberta...
Feminista: Deixe de consumir material misógino, machista, pornográfico, que reproduzem a ideia de que a mulher deve estar sempre disponível para o homem quando ele quer transar.
Feministo: Mas isso não tem nada a ver... eu posso gostar de ver apologia ao estupro e não ser um estuprador em potencial...
Feminista: Cai fora.
Feministo: Oh céus! Como eu tentei, eu sou um cara legal, só tenho a somar no movimento.... e a igualdade? Eu tenho amigas feministas que não se importam... você está segregando o movimento.
Feminista: Eu não me sinto a vontade, mas tudo bem... venha, homem... 
Feministo: O que é isso?
Feminista: Lugar de fala... protagonismo... não chegue perto...
Feministo: Eu quero... protagonizar...
Feminista: Porra, sai daí... e quebrou tudo, caralho! vai se foder seu mané.
Feministo: Isso não é feminismo, isso é femismo, misandria... tá ameaçando cortar minha pica... para que tanto ódio aos homens?

PS: feministo = homem/cisgênero que se recusa a ser chamado de "pró-feminista" (termo correto para quem é homem/cis e apoia a causa feminista) e se diz "feminista" só para silenciar mulheres feministas dentro do movimento. 

Lizandra Souza.

1 comentários:

Feminismo é a ideia radical de que mulheres são gente!