Diários de Uma Feminista. Tecnologia do Blogger.

Sou Mulher



Sou livre
Sou linda
Sou o que quero ser
Sou minha
Não de quem quiser me ter.

Sou louca
Sou luta
Sou cor
Sou amor.

Se caio
Não paro
Sou mulher
Sou poder
Sou o que quero ser
Sou minha
E não de quem quiser me ter.

Se me dou
E me firo
Regenero-me
Sou fênix-mulher
Renasço de minhas cinzas
E minhas cicatrizes viram poesia
Nessa luta de ser o que se é.

Sou mulher
Sou revolução
Carrego comigo
A história das bruxas
Queimadas
Em meu coração.
Sou mulher
Sou o que quero ser
Sou minha
E não de quem quiser me ter.

Faço de minha existência
Minha resistência
Minha dor
Vira luta
Mulher guerreira
É o que eu sou
Sou o que quero ser
Sou minha
E não de quem quiser me ter.


Lizandra Souza.

0 comentários:

Postar um comentário

Feminismo é a ideia radical de que mulheres são gente!