Diários de Uma Feminista. Tecnologia do Blogger.

Feliz dia internacional da mulher: e os outros dias do ano?


''Nesse dia 8 de março, feliz dia internacional da mulher''

E?

Feliz também o dia do ano em que nossa luta por direitos, respeito, equidade social, empoderamento... não seja silenciada com o "as mulheres querem mais o quê? Já conquistaram o que tinham que conquistar".

Feliz também o dia do ano em que nós não sejamos julgadas, inferiorizadas, humilhadas e reprimidas ao termos a liberdade e vida sexual semelhante a de um homem/cis/hétero.

Feliz também o dia do ano em que não coloquem em nós a culpa pelo assédio sofrido.

Feliz também o dia do ano em que muitas de nós não tenham seu gênero deslegitimado por padrões cisnormativos.

Feliz também o dia do ano em que nós possamos beber, andar pela rua, nos vestirmos como bem quisermos sem termos o receio de que a sociedade nos punirá com justificativas para estupros.

Feliz também o dia do ano em que nosso corpo seja visto como nosso, não do Estado, Igreja, diabo a4, patriarcado.

Feliz também o dia do ano em que ser mãe seja visto como uma escolha, não uma obrigação para cumprir uma convenção social ou fatalidade biológica.

Feliz também o dia do ano em que nosso NÃO seja respeitado.

Feliz também o dia do ano em que homens/cis não ganhem mais que nós exercendo a mesma profissão/cargo com mesma carga horária, simplesmente por serem homens/cis.

Feliz também o dia do ano em que "uzomis'' parem de cagar alistamento militar obrigatório para as feministas.

Feliz também o dia do ano em que não nos seja imposto um "lugar de mulher". Nós é que decidimos o nosso lugar.

Feliz também o dia do ano em que a publicidade não objetifique e hiperssexualize nossos corpos. NÃO somos produtos. Não estamos à venda.

Feliz também o dia do ano em que nós possamos escolher ou não se depilar sem tem que ouvir o discurso sexista machista de "é falta de higiene". Com os homis não acontece o mesmo. Já viram alguém mandando um homi depilar os cabelos do cu com frequência? Ou a peruca do bilau?

Feliz também o dia do ano em que NÃO usem ''liberdade de expressão'' como justificativa para fazer apologia ao estupro.

Feliz também o dia do ano em que nós possamos andar na rua e não tenha nenhum macho escroto no meio o caminho nos dizendo cantadas, palavras grotescas ou ainda assobiando que nem um pássaro, só que ridículo.

Feliz também o dia do ano em que a mulher que, infelizmente, teve sua intimidade exposta na internet, NÃO seja culpabilizada enquanto seu agressor sai impune.

Feliz também o dia do ano em que NÃO nos digam "não transe", "transe", "não coma", "não sente assim", "seja/sente como uma moça", "não seja puta", "essa roupa não", "emagreça", "embranqueça", "se dê o respeito", "mulher de verdade mimimi", "não aborte", "é feio mulher bebendo", "mulher não pode falar palavrão", "aceite cantadas", "feminazi", "seja submissa", "não reclame", "isso não é coisa de mulher", "você não é mulher", "mimimi machista".

Quais são esses dias?

***
''Agora, receba essa flor e se cale''

NÃO, nem obrigada!
Não sou obrigada.


Lizandra Souza.

0 comentários:

Postar um comentário

Feminismo é a ideia radical de que mulheres são gente!